Terça-feira, 15 de Julho de 2008

A Maior Metamorfose de Sempre - Luís de Matos

Temos acompanhado a polémica gerada pelo espectáculo efectuado em Alcobaça pelo nosso conceituado conterrâneo, Mágico Luís de Matos, no dia 6 de Julho, pelas 22:30.

Conhecendo o valor de Luís de Matos, granjeado ao longo dos anos, certamente que, dia a dia, as expectativas do seu trabalho são cada vez mais exigentes por parte do público.

No entanto, sabemos que todos os truques de magia têm limites inerentes ao ser humano, por mais inteligente que seja. Por isso, a magia, para mim, não tem a ver com o resultado final, mas sim na inteligência da sua realização. E cremos que é por isto que Luís de Matos se faz pagar nos seus espectáculos.

Não precisamos de o defender, que ele não precisa disso. Por isso, aqui deixamos uma resenha destas notícias a que chamamos:

 O Antes e o Depois.

O ANTES
------------------------------------------------------
Concelho expectante com espectáculo de Luís de Matos
 

Tudo parece estar a postos em Alcobaça para aquele que é, provavelmente, o mais aguardado espectáculo do último ano. O mágico Luís de Matos cumprirá no domingo, dia 6, uma promessa feita em 2007, por ocasião da eleição das “7 Maravilhas de Portugal”, garantindo que o Mosteiro de Alcobaça será palco da “maior metamorfose de todos os tempos”.

Da parte da autarquia, que paga pela apresentação a quantia de 180 mil euros, chega também uma promessa: “um espectáculo nunca antes visto, com entrada livre”, sem que sejam divulgados quaisquer pormenores sobre o que vai acontecer a partir das 22h13. Para já, sabe-se que para comemorar a eleição do monumento cisterciense como uma das maravilhas do país, o que aconteceu a sete de Julho de 2007, o município preparou um dia em cheio.Desportos radicais (com um custo simbólico), jogos, animação de rua, música e visitas guiadas ao monumento com figuras conhecidas da região, ao longo de todo o dia e com entrada livre, são algumas das propostas abertas a todos, a partir das 14h00 na Praça do Mosteiro. Durante a tarde vai ainda realizar-se um fotopaper, cujo prémio final é um fim-de-semana num hotel para duas pessoas. Os interessados em participar neste jogo que põe à prova dotes fotográficos devem inscrever-se até às 16h30 desse mesmo dia pelo telefone 262580908 ou através de e-mail para desporto@cm-alcobaca.pt.

A noite está, então, reservada a Luís de Matos, aquele que no ano passado foi a face da campanha “O truque é votar”, promovendo o mosteiro alcobacense na eleição das maravilhas nacionais.

Joana Fialho

in: Jornal OesteLine, 4Jul08
 O ESPECTÁCULO

Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4
O DEPOIS
Luís de Matos vaiado em Alcobaça por milhares de pessoas

 A apoteose de Luís de Matos no final do espectáculo do passado domingo frente ao Mosteiro de Alcobaça durou apenas alguns minutos. Os muitos aplausos começaram, a pouco e pouco, a ser substituídos por apupos e vaias, à medida que o público se foi apercebendo que o espectáculo tinha chegado ao fim.
 Anunciado como a “maior metamorfose de todos os tempos”, o espectáculo não durou mais de um quarto de hora, o tempo para o mágico se apresentar e se libertar de uma “camisa-de-forças” pendurado de uma grua por uma corda a arder, a uma altura de 49 metros.
 Os mesmos 16 mil espectadores que não regatearam os primeiros aplausos, insurgiram-se, depois, contra o que consideraram ser um “fracasso”, uma “desilusão”, e um “engano” do ilusionista.

O reconhecimento pelo insucesso foi assumido no dia seguinte e logo no início da reunião do executivo municipal, em que o presidente da Câmara, Gonçalves Sapinho reconheceu, em comunicado, que o espectáculo foi um “fracasso” e “esteve muito abaixo das expectativas”.
O chefe do executivo diz mesmo que o dossiê já foi entregue ao “assessor jurídico da Câmara Municipal”.
Questionado pelo vereador socialista Daniel Adrião, Gonçalves Sapinho foi mais longe e, referindo-se a Luís de Matos ,disse ter “defraudado as expectativas” e não ter estado de boa fé.
No entanto, ao fracasso de domingo, o autarca contrapôs o sucesso que foi a eleição, há um ano atrás, do Mosteiro de Alcobaça como um das 7 Maravilhas de Portugal.

Luís de Matos diz que pensar que Mosteiro ia desaparecer “roça o brejeiro”

“Considero-me o único responsável pelo sucedido”, lê-se no comunicado assinado pelo presidente da Câmara de Alcobaça. Além da solidariedade dos vereadores do PSD, também o da CDU se mostrou solidário com o chefe do executivo.
Apesar de assumir as responsabilidades, Gonçalves Sapinho considera também que uma das causas do fracasso se ficou a dever ao facto da “expectativa criada ser colocada num patamar muito elevado”.
O próprio Luís de Matos, numa carta enviada ao presidente da Câmara de Alcobaça considera que “o erro não está naquilo a que assistiram mas sim naquilo que lhes foi transmitido que aconteceria e em que, ingenuamente, acreditaram”.
“Luís de Matos ia fazer desaparecer o Mosteiro de Alcobaça”, foi o boato que começou a circular desde a primeira hora em que foi anunciado o espectáculo, e que o mágico considera “uma ideia pobre, insultuosa e chega a roçar o brejeiro”.
Na carta a que o REGIÃO DE LEIRIA teve acesso, Luís de Matos reconhece que, naquela situação, a sua “perfomance estava perfeitamente desenquadrada”.
“A missão foi cumprida e o Mosteiro foi eleito como Maravilha de Portugal”, frisa Luís de Matos, concluindo que correu “o risco de se envolver e não ganhar”, numa alusão ao pagamento de 180 mil euros pela sua participação em todo o processo, mas condicionado à eleição do monumento.

Texto de Artur Ledesma

in: Região de Leiria, 11Jul08

 

Alcobaça: “A maior metamorfose de todos os tempos”

Magia de Luís de Matos desilude

Luís de Matos prometera "a maior metamorfose de todos os tempos" no Mosteiro de Alcobaça, caso este fosse eleito uma das Sete Maravilhas de Portugal, em 2007. A promessa foi cumprida domingo, mas as 16 mil pessoas sentiram-se enganadas e vaiaram o ilusionista, que se limitou a libertar-se de um colete de forças a 50 metros de altura. Depois disso não houve mais nada e o público vaiou o artista, que terá recebido 180 mil euros da autarquia para fazer o espectáculo.

"Estou muito desiludido. Se tivesse sido um concerto as pessoas ficavam mais satisfeitas", lamentou Gilberto Alves, que esperava "ver o mosteiro desaparecer". Mais crítico, Manuel Inácio ironizou: "Grande mágico este que, em três minutos, fez desaparecer 180 mil euros. Isto foi um assalto. Esta gente toda foi enganada."

Luís de Matos disse aoCMque envolver o mosteiro num truque "nunca foi uma hipótese" e, sobre as vaias, disse: "Se as pessoas não gostaram terão de encontrar um mágico melhor do que eu."

Gonçalves Sapinho, presidente da autarquia, reconheceu "alguma frustração" da população, mas escusou-se a abordar o assunto do cachet do mágico.

Cátia Vicente

in: Correio da Manhã, 8Jul08

 
Alcobaça: Mágico fala de boato
Magia de Luís de Matos investigada

O espectáculo de Luís de Matos, no domingo, no Mosteiro de Alcobaça, vai ser analisado pelo assessor jurídico da Câmara Municipal. A autarquia quer saber se o contrato "foi cumprido na íntegra", sublinha o vice-presidente Carlos Bonifácio.

‘A Maior Metamorfose de Todos os Tempos’, prometida pelo mágico, desiludiu o público, que esperava que o ilusionista fizesse ‘desaparecer’ o monumento. O mágico, porém, apresentou um número de três minutos, em que se libertou de um colete de forças a 50 metros de altura.

Luís de Matos garante que "nunca estaria disponível para fazer desaparecer o Mosteiro de Alcobaça" e que tal ideia não passou de um boato.
Em carta à autarquia, Luís de Matos afirma que o erro não está naquilo a que as pessoas assistiram, mas sim "naquilo que lhes foi transmitido que aconteceria e no que, ingenuamente, acreditaram".
Ontem, o presidente da Câmara, Gonçalves Sapinho, assumiu que o espectáculo – orçado em 180 mil euros – "esteve muito abaixo das expectativas" e diz-se "solidário" com o público.
Apesar de sublinhar o papel "relevante" de Luís de Matos na fase do concurso do Mosteiro a Maravilha Nacional, o autarca remeteu o caso ao gabinete jurídico da Câmara.
As conclusões irão determinar as medidas a adoptar , referiu Carlos Bonifácio. Luís de Matos garante que a sua "missão foi cumprida, o Mosteiro foi eleito Maravilha de Portugal".
Paula Gonçalves
in: CorreioManhã,9Jul08

publicado por ansiaonews às 01:32

link do post | comentar | favorito
Domingo, 13 de Julho de 2008

Aniversário da eleição como Maravilha de Portugal

Luís de Matos No Mosteiro de Alcobaça:

Metamorfose de borboletas gera apupos

O espectáculo de Luís de Matos em Alcobaça, na noite de 6 de Julho, anunciado como “a maior metamorfose de  todos os tempos” gorou a expectativa dos milhares de pessoas que acorreram ao Rossio, esperando ver a imagem do Mosteiro de Santa Maria momentaneamente alterada. Em vez disso, o ilusionista trouxe um número já antigo, que consistia em libertar-se de uma camisa de forças, suspenso de cabeça para baixo, por uma corda a arder, no cimo de uma grua. A arriscada actuação do artista terminou com uma salva de palmas, mas os aplausos rapidamente se transformaram numa vaia monumental, quando o público percebeu que o espectáculo, que não durou mais de 20 minutos, tinha terminado.
 Luís de Matos começou a sua actuação fazendo um historial do número que iria apresentar nesta noite, precisamente na véspera do aniversário da eleição do Mosteiro de Santa Maria de Alcobaça como uma das 7 Maravilhas de Portugal. A ideia original foi desenvolvida pelo célebre mágico Houdini, em 1896, quando visitou um hospital psiquiátrico onde os doentes eram amarrados com camisas de forças. A ideia de usar o truque da libertação da camisa de forças trouxe-lhe fama nos seus números que levava de cidade em cidade.
O ilusionista em plena manobra
de libertação do colete de forças
Em 1993, Luís de Matos decidiu recuperar o número do lendário ilusionista norte-americano e fê-lo num estúdio de televisão, suspenso a alguns metros do palco por uma corda a arder. Em 1996, o ilusionista voltou a repetir o truque, desta vez no Jardim Zoológico, sob o olhar de 13 leões supostamente famintos. A última vez que o colete de forças de Luís de Matos foi usado foi no ano 2000, do alto de um helicóptero, tendo o adereço seguido depois para o Museu da Magia, em Las Vegas.
     O número correu como previsto, tendo Luís de Matos regressado ao chão sorridente, sem qualquer sinal de vertigem ou efeito secundário dos minutos suspenso de cabeça para baixo a 49 metros do solo. Por duas vezes, o artista desceu as escadas do Mosteiro para agradecer ao público, que correspondeu com aplausos durante alguns minutos. Pouco depois, a organização pediu aos convidados VIP – cerca de uma centena – para abrir as pequenas caixas distribuídas antes do início do espectáculo, de onde saíram borboletas em voo.
Final da manobra já sem o colete
A ideia, explicada pelo ilusionista, era que o efeito do bater de asas de uma borboleta se poderia fazer sentir do outro lado do mundo, mas o efeito fez-se sentir logo na Praça 25 de Abril, após alguns minutos de hesitação do público, que permaneceu no local à espera da continuação do espectáculo. Pouco agradado com o epílogo do truque, sem qualquer relação directa com o monumento, o público manifestou-se com uma vaia que se prolongou por vários minutos. Os custos, supostamente avultados do espectáculo, contribuíram também para acirrar os ânimos de algumas das pessoas presentes, que desceram à cidade na esperança de se poderem deslumbrar com “a maior metamorfose de todos os tempos”, que poderia passar até pelo desaparecimento momentâneo do próprio Mosteiro. Em vão.
    No final, o ilusionista justificou a repetição do número nesta noite com o facto de ser a última vez  que se predispunha a correr este risco, mostrando assim coragem em repetir um número que exige grande forma e destreza física. Luís de Matos explicou que não repetirá o número por respeito à mãe, a quem ligou logo após o espectáculo, para garantir que se encontrava bem. O artista manifestou ainda a sua alegria por ter sido escolhido para defender a imagem do Mosteiro de Alcobaça no concurso “7 Maravilhas de Portugal”, recordando que fez uma visita ao monumento Património da Humanidade com figuras mediáticas nacionais, que teve boa repercussão na comunicação social.

 

Milhares de pessoas encheram o Rossio
Relativamente à expectativa de muitas pessoas de que “a maior meta- morfose de todos os tempos” se aplicaria ao Mosteiro, Luís de Matos assegurou que nunca esteve nos seus planos interagir com o monumento. O ilusionista realçou a exigência deste número, que obriga a estar de cabeça para baixo cerca de 5 minutos, revelando terem estado presentes alguns ilusionistas estrangeiros para o observar.
     Luís de Matos adiantou ainda que a “metamorfose” começou no século XII, quando a Ordem de Cister decidiu erguer o Mosteiro na confluência dos rios Alcoa e Baça e que o seu trabalho de “metamorfose” ocorreu quando conseguiu fazer eleger o Mosteiro de Santa Maria como “Maravilha de Portugal, recordando, a propósito, que vários blogues comentaram a sua contratação pela Câmara Municipal de Alcobaça com expressões do género “nem com mágicos lá vai”, que se revelaram sem fundamento.

 

O governador civil Paiva de Carvalho,
Luís de Matos e Gonçalves Sapinho
Por sua vez, o presidente da Câmara Municipal de Alcobaça admitiu que o espectáculo foi curto, mas considerou que o número apresentado por Luís de Matos corres- pondeu às expectativas, revelando um artista bem preparado, de nível mundial. Gonçalves Sapinho não quis revelar o custo do espectáculo, mas reconheceu a frustação do público presente, adiantando, todavia, que a principal razão da contratação de Luís de Matos era ajudar a eleger o Mosteiro de Alcobaça como “Maravilha de Portugal”, objectivo plenamente cumprido pelo mágico.
 
Mário Lopes
In: Tinta Fresca
 

publicado por ansiaonews às 23:39

link do post | comentar | favorito

.Outubro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
14
17
18
19
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.links

.pesquisar

 

.Notícias recentes

. A Maior Metamorfose de Se...

. Aniversário da eleição co...

.arquivos

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Março 2003

.Sobre Ansião News

.tags

. todas as tags

.subscrever feeds