Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ansião News

As notícias e comentários sobre o concelho de Ansião

Ansião News

As notícias e comentários sobre o concelho de Ansião

José Sócrates diz que Governo investe num SNS "mais moderno"

15.06.08, ansiaonews

JOÃO FONSECA

Coimbra.

Líder do Governo anunciou um investimento de 770 milhões de euros em Pinhal

No distrito foram ainda homologados vários itinerários rodoviários

Quem pensa que "o Serviço Nacional de Saúde deve continuar como quando foi criado, está enganado", diz José Sócrates, sublinhando que o Governo investe num sistema "mais moderno e sofisticado".

"Há vinte anos, o país era diferente" e isso exige uma reforma do SNS (Serviço Nacional de Saúde), sublinha o primeiro-ministro, que falava, ontem, em Penela, na sessão de inauguração da Unidade de Cuidados Intensivos da Santa Casa de Misericórdia, integrada na iniciativa "Governo Presente", que decorreu ontem e sexta-feira no distrito de Coimbra. O SNS precisa hoje de "mudanças, reformas e investimentos que respondam aos anseios das pessoas". Mas, adverte Sócrates, "deve ser um SNS à altura dos tempos e que aceite a mudança, para que se cumpram os objectivos para que foi criado", há 35 anos, pelo então ministro António Arnaut, presente, naquela sessão, na vila e sede de concelho da sua terra natal. Arnaut e Sócrates mantiveram, aliás, uma "conversa simpática", durante a qual, revelou à agência Lusa o advogado e antigo governante, o primeiro-ministro lhe reafirmou a aposta do executivo no SNS.

O chefe do Governo disse que a resposta "à qualidade de vida das pessoas idosas é hoje um dos desafios dos mais prementes".

A melhoria da qualidade de vida, particularmente de quem vive na Zona do Pinhal, é também uma das razões que explicam o investimento que a administração central vai fazer na construção e requalificação da rede viária daquela região, que abrange concelhos dos distritos de Coimbra, Castelo Branco, Leiria e Santarém.

Chegou o momento do "Governo olhar para a Zona do Pinhal", disse José Sócrates, depois de, nas ruínas romanas de Conímbriga, ter presidido à cerimónia de lançamento da concessão "Pinhal Interior", que terá uma extensão de mais de meio milhar de quilómetros, e de anúncio da Rede Rodoviária para a Serra da Estrela.

Aquela concessão, envolvendo um investimento da ordem dos 770 milhões de euros, "tem como um dos objectivos fundamentais a melhoria da qualidade de vida" e impõe-se por razões de "justiça e solidariedade", sublinha o primeiro-ministro, depois de recordar que esta é uma das regiões que, ao longo dos tempos, "foi ficando para trás, porque foram surgindo sempre outras prioridades. Por isso (e por outros motivos, como a preocupação em baixar a sinistralidade rodoviária), o Governo entendeu que deveria intervir e, depois de ter desencadeado as concessões para a auto-estrada de Trás-os-Montes (Amarante-Bragança) e do Douro Interior (norte do distrito da Guarda), "chegou a hora do Pinhal". Para que tenha "as condições das outras áreas do país para se desenvolver" e "para que também possa dar ao país aquilo que ela espera dela".

Com 576 quilómetros, a concessão "Pinhal Interior", inclui, designadamente, a construção do IC3, entre Tomar e Coimbra (cidades que passarão a ficar ligadas por auto-estrada), e a conclusão do IC8 (lanço entre Proença-a-Nova e a A23) e requalificação desta via entre Pombal e Ansião.

Mas não se trata apenas de construir e/ou requalificar eixos estruturantes, também estão em causa outras vias, que, frisa Sócrates, "fazem toda a diferença para quem vive na região, fazem toda a diferença para criar igualdade de oportunidades".

Em Conímbriga, o ministro Mário Lino homologou a adjudicação do estudo prévio para a construção dos Itinerários Complementares (IC) 6, 7 e 37, as três principais estradas da futura Rede Rodoviária da Serra da Estrela.
 
Info:Diário de Notícias, 15Juno08