Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ansião News

As notícias e comentários sobre o concelho de Ansião

Ansião News

As notícias e comentários sobre o concelho de Ansião

O que está a mudar na região

22.02.08, ansiaonews
Texto de Martine Rainho

 

 

Casa-se menos na região e cada vez menos na igreja. Enquanto isso, o número de divórcios vai aumentando como cresce também a taxa de crianças nascidas fora do casamento.
Em 2006, realizaram-se menos 542 casamentos do que em 2001 no distrito de Leiria e concelho de Ourém.
Os dados constam dos anuários estatísticos editados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) e reportam uma quebra de 20 por cento nos matrimónios no prazo de seis anos: registaram-se 2.198 enlaces em 2006 contra 2.740 em 2001 (ver tabela anexa).
Pedrógão Grande foi o único concelho que manteve o mesmo número de matrimónios no período em análise (13), tendo registado uma taxa positiva de 0,1 casamentos por mil habitantes.
A maior diminuição aconteceu em Castanheira de Pêra onde houve menos 2,4 matrimónios por mil habitantes em 2006 face a 2001, o que se traduziu em menos dez núpcias.
Em termos absolutos, foram os concelhos de Leiria (menos 87) e de Alcobaça (menos 86) que mais contribuíram para a evolução negativa da taxa de nupcialidade na região, que contabilizou menos 542 enlaces em seis anos.
Mas a redução do número de casamentos católicos também teve a sua quota-parte de responsabilidade.

Casamentos católicos diminuem. Se em 2001 os casamentos católicos representavam 62 por cento dos matrimónios registados na região, em 2006 passaram a constituir apenas 56%: menos 455 no total. Também neste ponto, foram Leiria (menos 117) e Alcobaça (menos 88) que mais concorreram, em termos absolutos, para este balanço, enquanto Pombal e Pedrógão Grande, com mais 17 e dois casamentos respectivamente inscreveram os únicos valores positivos neste indicador.
Mas porque isto da estatística não se limita apenas à subtracção ou soma de números, há que fazer outras contas. A verdade é que se o número de casamentos abençoados pela Igreja Católica diminuiu em 15 dos concelhos da região, não é menos verdade que a sua proporção face ao total de casamentos aumentou nos últimos anos em seis concelhos. Com destaque para Castanheira de Pêra que viu crescer essa relação em 31 pontos percentuais. Em 2001, onze dos 19 matrimónios celebrados foram católicos, enquanto, em 2006, apenas um em nove casamentos não recebeu a bênção divina.
De registar ainda uma outra curiosidade: excepção feita ao concelho de Ansião, que registou uma queda de 23,3 pontos percentuais nesta rubrica, o aumento da taxa de casamentos católicos ocorreu nos restantes concelhos do Norte do distrito: Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos, Pombal e Alvaiázere. Como também em Ourém, embora com valores menos significativos.

Divórcios aumentam. E é precisamente em Ourém que o INE registou, em 2006, o maior crescimento no número de divórcios face a 2001: mais 38. Leiria contabilizou, em contrapartida, menos 59 separações legais.
Se atendermos às taxas de divórcio aferidas com base nos índices demográficos, fica-se ainda a saber que aumentaram em dez concelhos, com maior incidência em Alvaiázere, Bombarral, Figueiró dos Vinhos, Ourém e Porto de Mós.


in:

Região de Leiria, 22Fev08

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.