Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ansião News

As notícias e comentários sobre o concelho de Ansião

Ansião News

As notícias e comentários sobre o concelho de Ansião

Misericórdia vai a votos amanhã

13.12.07, ansiaonews
António Rosado

Duas listas apresentam-se às eleições da Misericórdia de Ansião. Leonel Antunes, adjunto do presidente da câmara, enfrenta o actual presidente da assembleia-geral da instituição, o médico Simões Lopes.

 As eleições para a Misericórdia de Ansião, que vão ter lugar amanhã, assumiram um surpreendente protagonismo com o surgimento de duas listas concorrentes à direcção. A perspectiva de desenvolvimento social da Santa Casa da Misericórdia com a aposta em novas valências – de que se destaca um futuro Centro Infantil, cuja primeira pedra foi lançada no passado fim-de-semana – tornou a instituição apetecível ao ponto de terem surgido a sufrágio duas listas. Leonel Antunes foi o primeiro candidato a avançar, adiantando, há cerca de um mês ao DIÁRIO AS BEIRAS, que apenas está preocupado com a dignificação da Santa Casa, "algumas vezes denegrida no passado". Acrescentou que "há um financiamento aprovado e, logo, uma inauguração em perspectiva. Assim é natural que, agora que o trabalho mais difícil está feito, muita gente se possa sentir atraída".
 Na altura, o médico Simões Lopes, como presidente da Mesa da Assembleia-geral, negou ter conhecimento de qualquer outra candidatura à direcção, afirmando não ter pretensão de se sentar no lugar de provedor. Mas, ao mesmo tempo, escrevia uma carta aos "irmãos" da instituição alertando para o facto de que "é hora de tocar os sinos a rebate e apelar aos ansianenses, para que se reúnam em prol da recuperação e reabilitação do prestígio e dinamismo que esta congregação sempre granjeou no concelho e na região". Na sua perspectiva, é negativo que uma Misericórdia que chegou a ter 950 associados, só consiga mobilizar actualmente 473 activos. Sendo assim, o clínico defende que "é necessário voltar a dar dinamismo à instituição e recuperar o número de irmãos que já estiveram connosco." Foi neste enquadramento que acabou por avançar com uma candidatura própria.

Centro Infantil com dinheiro do Governo

Por seu lado, Leonel Antunes, que protagoniza a linha de continuidade do actual provedor José Pires, diz que "não é altura para destabilizações que coloquem em causa este investimento e outros em que a instituição está envolvida", referindo-se ao facto de ter sido aprovado recentemente um financiamento governamental do Programa PARES para construção de um novo edifício do Centro Infantil, beneficiando de um apoio de 266 mil euros.
Neste quadro, Simões Lopes responde que "os orçamentos de gestão anual desta casa, envolvem montantes (cerca de 990 mil euros) que não se compadecem com aventureirismo, ou leviandade de atitudes por parte dos dirigentes eleitos para a Mesa Directiva".
Leonel Antunes recorda, por seu lado, que "há três anos chovia dentro do edifício do lar de idosos, a canalização de água estava podre e, no Inverno, mal se notava que ali havia um sistema de aquecimento". Na sua perspectiva, "foram estas e outras carências que levaram a um esforço de investimento na requalificação do lar, que incluiu também novo mobiliário nos quartos dos utentes, melhor iluminação, novas instalações sanitárias e a total reconversão da cozinha", num investimento superior a 150 mil euros. "Uma vitória recente foi termos conseguido manter em funcionamento o ATL, quando já havia mães a ponderar abandonar os empregos por não terem quem  hes ficasse com os filhos", conclui Leonel Antunes.
Assim, depois de 18 anos a funcionar como Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), a Misericórdia encontra-se em ponto de ebulição. Sendo entidade empregadora de 53 funcionários, presta serviço social a 35 crianças em creche e 45 em jardim-de-infância, bem como apoio a 34 idosos residentes no lar da instituição, outros 21 em Centro de Dia e 41 em Apoio Domiciliário.

 
in: Diário As Beiras, 13Dez07