Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ansião News

As notícias e comentários sobre o concelho de Ansião

Ansião News

As notícias e comentários sobre o concelho de Ansião

Teatro Olimpo, dia 17 em Manteigas

10.11.07, ansiaonews

Festival de Teatro prossegue amanhã


sábado,10Nov07, Jornal regional

 

A peça ‘Simão Conta um Conto’, apresentada pelo grupo S.A. Marionetas, de Alcobaça, dirigidas aos alunos das escolas do 1.º Ciclo, e o espectáculo ‘Duas Histórias de Solidão. Duas Histórias a Sós’, da ACERT de Tondela, abriram, no passado fim-de-semana, a edição do Festival de Teatro 2007 evento promovido pelo Escola Velha - Teatro de Gouveia, em parceria com a autarquia gouveense. Ao princípio da tarde do dia 2 de Novembro, tiveram lugar as duas sessões (separadas por uma hora) do espectáculo com marionetas, durante as quais as crianças tiveram oportunidade de ver e ouvir Simão - “um duende que vive nas bibliotecas e passa o seu tempo a ler as histórias que estão nos livros” - contar a história ‘O gato e o Diabo’, de James Joyce. Como aqui foi noticiado, este é um projecto que tem como objectivo “promover junto das crianças em idade pré-primária e primária o gosto pela leitura, objectivo que se procura atingir através da leitura animada de um conto. Essa leitura recorre à utilização de marionetas em encenações que têm como centro e objectivo incentivar o gosto pelos livros e sua leitura”. No dia seguinte, 3 de Novembro, à noite, a ACERT, de Tondela, apresentou na sala de espectáculos gouveense, ‘Duas Histórias de Solidão. Duas Histórias a Sós’, um trabalho concebido a partir de ‘do avesso e do direito’, de Eduarda Dionísio e de ‘o mal de Ortov’, de Jaime Rocha. Paralelamente a este Festival, está patente ao público, no Bar/Foyer do Teatro- Cine de Gouveia, a Exposição: ‘Escola Velha - Teatro de Gouveia, 10 Anos ao serviço da Cultura’, uma mostra fotográfica que retrata aquilo que tem sido a actividade do grupo gouveense ao longo desta última década.

 

Escola Velha no Ciclo de Teatro de Manteigas

Ao mesmo tempo que está a promover o seu Festival de Teatro, em Gouveia, o Escola Velha vai participar, amanhã, 10 de Novembro, no Ciclo de Teatro de Outono 2007, de Manteigas. Promovido pela edilidade manteiguense, com o apoio do INATEL, este Ciclo de Teatro teve início na noite do passado sábado, com a apresentação da peça ‘Noite de Lua com Gatos’, pelo Grup’Art, de Aguiar da Beira. Amanhã, 10 de Novembro, pelas 21.00 horas, o Escola Velha apresenta no Auditório do Centro Cívico de Manteigas, ‘O Pedido de Casamento’. Este Ciclo contará ainda com mais dois espectáculos, no mesmo local e também às 21.00 horas. No dia 17, o Teatro Olimpo (de Ansião - Coimbra) apresenta ‘O País dos Decretos’, e, no dia 24, sobe ao palco a peça ‘Ensaios’, do Grupo ‘Guardiões da Lua’, de Quarta-Feira - Sabugal.

 

Duas peças para ver na noite de amanhã

O Festival de Teatro prossegue amanhã, 10 de Novembro, às 21.30 horas, com a apresentação das peças ‘O Pedido de Casamento’ e ‘O Urso’, pelo SIT - Sociedade de Instrução Tavaredense (Figueira da Foz). Como já aqui foi anunciado, estes dois espectáculos - tal como outros que irão ser apresentados no certame – foram concebidas no âmbito do projecto ‘Tchékhov em um acto’ , cujos contornos o NG já aqui escalpelizou. ‘Um Pedido de Casamento’ retrata a ida de Ivan Vassilyevitch a casa do “respeitável” Stepan Stepanovitch, para pedir a mão da desejada Natalya Stepanovna, estando longe de imaginar que irá enredar- se numa série de situações que o obrigarão a muito mais do que obedecer simplesmente ao ritual de um pedido de casamento... A peça conta com interpretações de António Barbosa (Tchubukov), Fernando Romeiro (Lomov), Manuela Mendes (Tatiana) e Helena Rodrigues (Natalya). Em ‘O Urso’, a protagonista é Elena Ivanovna. Viúva há sete meses, leva uma vida de recolhimento e de solidão, procurando fazer da sua casa um espaço semelhante ao do túmulo onde se encontra o tão amado marido. A sua única companhia é o velho e leal mordomo Luka que, em vão, procura convencer a sua senhora a interromper a severidade do seu luto. Mas tudo muda, quando o sossego fúnebre daquele lar é perturbado pela visita inesperada de um credor, que conseguirá muito mais do que uma simples cobrança. José Manuel Cordeiro (Luka), Ilda Manuela Simões (Popova) e José Medina (Smirnov), são os actores envolvidos.

 

Peças em Cativelos e Vila Nova de Tazem

Posteriormente, na noite de 17 de Novembro, o Festival alargar-se-á a Cativelos e a Vila Nova de Tazem, freguesias que terão oportunidade de assistir a diferentes peças, ambas com início às 21.30 horas. No Centro Recreativo e Cultural de Cativelos, o Grupo de Teatro da Casa do Povo da Abrunheira apresenta ‘O Jubileu’, peça na qual Andrei Chipútchin é todo-poderoso e vaidoso presidente do Banco de Crédito Mútuo e Tatiana, sua mulher, que pouco liga ao poder de Andrei. “Quando a senhora Merchútkina chega ao banco, no dia do jubileu, é descontrole total…”. Em palco vão estar Diogo Torres (Kuzmá Khirin), Fernando Nobre (Andrei Chipútchin), Susana Pais (Tatiana Alekséeievna), Gena Marques (Nastácia Merchútkina), Vítor Hugo Rodrigues e Diogo Pinto (Sócios do Banco). Também às 21.30 horas do dia 17 de Novembro, o GATT - Grupo Amador de Teatro de Taveiro, leva ao Centro Cultural de Vila Nova de Tazem as peças ‘Os Malefícios do Tabaco’ e ‘O Trágico à Força’. Em ‘Os Malefícios do Tabaco’, Niúkhin, marido da proprietária de uma escola de música e de um internato feminino na Rússia dos finais do século XIX, é mandado pela esposa para a realização de uma conferência com fins filantrópicos, conferência essa em que o principal objectivo se deveria concentrar nos prejuízos causados à saúde pelo tabaco. Niúkhin, ele próprio fumador, num palco de um pequeno clube de província, procura desenvolver o tema, demonstrando sempre alguma dificuldade. Por ignorância, mas também porque são muitas as amargas recordações da mandante que o fazem desviar do assunto principal… Fernando da Helena (Niúkhin) protagoniza esta peça em que há lugar ao cómico e ao desvanecimento do cómico para uns laivos de tragédia. Em ‘O Trágico da Força’, Tolkátchov visita o seu amigo Muráchkin, em absoluto estado de desespero, solicitando-lhe o empréstimo de um revólver, tudo levando a crer que se trata de um estratagema para um colocar um ponto final na sua desgraçada existência… Crítica azeda a comportamentos caracterizados pelo desrespeito por personalidades menos vincadas, presentes não só na época mas… sempre, a peça apresenta uma farsa em que o cómico se mistura com o trágico e em que as ondas geradas conduzem a uma situação delirante. Rafael Videira (Tolkátchov) e Carlos Geria (Muráchkin), são os intérpretes da peça, encenada por este último. O Festival encerrará na noite de 24 de Novembro, com a apresentação das peças ‘O Pedido de Casamento’ e ‘O Urso’, pelo Escola Velha - Teatro de Gouveia e GTAP - Grupo de Teatro Atrás do Pano (Santo Varão), respectivamente.

PSD vai novamente a votos para a Distrital

10.11.07, ansiaonews

 

 LEIRIA

 

 
O actual presidente da Distrital, Fernando Marques, que se vai recandidatar, argumenta que com a liderança de Menezes iniciou-se um novo ciclo no partido.
Fernando Ribeiro Marques escreve aos cerca de 6.800 militantes do PSD do distrito de Leiria apresentando os pressupostos da decisão de antecipar as eleições para os órgãos distritais do PSD, eleição agendada para o próximo dia 30 de Novembro.
O autarca de Ansião e presidente da Comissão Política Distrital de Leiria ainda em funções, explica na missiva que com a eleição directa do novo líder do PSD, Luís Filipe Menezes, no dia 28 de Setembro e a realização do XXX Congresso nos dias 12,13 e 14 de Outubro, iniciou-se um novo ciclo na vida do partido.
Refere ainda que a Comissão Política Distrital de Leiria considera que estes foram momentos de afirmação do PSD, “nos quais se envolveram inúmeros militantes e simpatizantes, dando o seu melhor em defesa dos valores e princípios que nos unem, começando pela defesa da região de Leiria e dos desígnios nacionais”.
Por último, revela ser sua convicção que “o PSD tem agora condições para se afirmar como verdadeira alternativa de Governo e conduzir o partido às vitórias que todos desejamos. Entendemos pois, que o próximo ano é decisivo e todos devemos estar unidos para preparar e consolidar essa estratégia de vitória. Por isso, a Comissão Politica Distrital decidiu demitir-se e solicitar a realização de eleições antecipadas para todos os órgãos distritais do PSD, marcadas para o próximo dia 30 de Novembro”, explica Fernando Marques.
O dirigente social-democrata argumenta que “com este acto pretendemos, tão-somente, consultar os militantes de base, que constituem a expressão máxima do nosso partido, possibilitando assim a clarificação política e legitimando, com um mandato claro, uma nova Comissão Política para conduzir e mobilizar o partido para os difíceis embates eleitorais que terão lugar em 2009: eleições europeias, legislativas e autárquicas”.
Fernando Marques anuncia desde já a sua recandidatura e conta com o apoio de todos os dirigentes distritais ainda funções, entre outros, de Fernando Costa (Caldas da Rainha), José António Silva (Leiria), José Gonçalves Sapinho (Alcobaça), Paulo Batista Santos (Batalha), José Leitão da Silva (Peniche), Narciso Mota (Pombal), João Gomes Marques (Pedrógão Grande), José Fidalgo (Figueiró dos Vinhos), Manuel Teles (Marinha Grande), Paulo Inácio (Alcobaça), Tiago Guerreiro (Alvaiázere) e Carlos Venda (Porto de Mós). Nos próximos dias, a candidatura de Fernando Marques divulgará a sua agenda de iniciativas e o respectivo programa eleitoral.
 

in: As Beiras,10Nov07