Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ansião News

As notícias e comentários sobre o concelho de Ansião

Ansião News

As notícias e comentários sobre o concelho de Ansião

Autarquia negociou gasóleo mais barato

01.11.07, ansiaonews

A Câmara Municipal de Ansião está a consumir gasóleo nas suas viaturas a um preço inferior em cerca de 16 cêntimos em relação aos valores médios praticados nos postos de abastecimento de combustíveis.

 O presidente do Município de Ansião já se deve ter congratulado por várias vezes, ao longo das últimas semanas, pela decisão de ter comprado gasóleo em grandes quantidades, garantindo um preço constante do combustível ao longo dos próximos três anos, independentemente das oscilações que o preço do petróleo venha a sofrer. Até agora te sido só poupar, atendendo ao aumento diário do valor do barril do petróleo.
 Numa decisão praticamente inédita entre as autarquias portuguesas, os serviços da Câmara Municipal de Ansião abriram concurso público, publicado no passado dia 20 de Abril, para o fornecimento de 500 mil litros de gasóleo.
 Segundo Augusto Cymbron, presidente da Associação Nacional de Revendedores de Combustíveis (ANAREC), foram apresentadas quatro propostas, duas de petrolíferas e outras duas de grandes distribuidoras de combustíveis. A proposta com valor mais baixo foi de 397.535 euros, a que acresceu IVA. Os valores das outras propostas foram de 399.863 euros, 401.690 euros e 404.920 euros. Este montante corresponde a 0,962 euros por litro, quando o preço nos postos de abastecimento rondava ontem 1,12 euros.
 O concurso contempla entregas mensais de 10 a 12 mil litros de gasóleo, a começar no passado mês de Julho e a terminar no dia último dia de Novembro de 2010. A autarquia tornou bem claro, de acordo com os termos do concurso, que o critério de adjudicação seria o da proposta economicamente mais vantajosa, sendo que o preço, com descontos concedidos, teria um peso de 60 por cento na decisão e a forma de pagamento um peso de 40 por cento. Segundo informação prestada ao DIÁRIO AS BEIRAS pelos serviços da autarquia de Ansião, “é prática normal a autarquia abrir concurso para fornecimento de combustíveis, adjudicando a fornecimento à melhor proposta”.
 Este caso motivou, há cerca de duas semanas, um lamento de Augusto Cybron, por constatar que ao mesmo tempo que algumas petrolíferas se queixam de que não é possível encolher mais a sua margem de lucro, por outro lado conseguem praticar preços mais atractivos quando o comprador não é o consumidor comum.
 A ANAREC fez questão de apresentar este caso aos deputados da Comissão Eventual para Acompanhamento das Questões Energéticas. Augusto Cymbron, questionou: “Como é que estas petrolíferas e distribuidoras conseguem baixar o preço quando vendem às autarquias e dizem que não conseguem baixar quando nos vendem a nós?”.
 Os dados da ANAREC revelam que a margem dos concessionários de combustíveis é de 3,5 cêntimos por cada litro, restando um lucro de 2,5 cêntimos depois de pagas todas as taxas.

in:AS Beiras, 1Nov07